Victoria Pedretti não irá mais estrelar a série “Saint X” no Hulu, Variety se informou, com Alycia Debnam-Carey entrando para assumir seu papel.

De acordo com uma pessoa que sabe sobre a produção, Pedretti decidiu deixar a série por diferenças criativas.
A notícia também vem depois que foi informado que a produção da série foi encerrada na Repúplica Dominicana depois de um grande de número de membros da equipe terem saído supostamente por causa de uma disputa salarial.

“Saint X” é baseado no livro de Alexis Schaitkin com o mesmo nome. É descrito como um drama psicológico, do qual é narrado por várias linhas do tempo e perpesctivas. É uma série sobre como a morte misteriosa de uma jovem mulher durante umas férias bucólicas no Caribe cria um efeito cascata traumático que eventualmente puxa sua irmã sobrevivente em uma perigosa busca pela verdade.

Debnam-Carey agora estrelará o papel de Emily, uma mulher esperta e ambiciosa, cuja vida cuidadosamente construída e aparentemente perfeita começa a desmoronar. Outros membros do elenco são: Josh Bonzie, Jayden Elijah, e West Duchovny.

Alycia é conhecida por seus papéis em “Fear the Walking Dead” da AMC, como também na série “The 100″ da CW. Ela recentemente fez sua estréia como diretora na antiga série. Ela também estrelou em filmes como “Into the Storm” e “A Violent Separation.”

Ela é representada pela UTA, Management 360, e advogado Stewart Brookman.

“Saint X” recebeu oito episódios encomendamos no Hulu. Leila Gerstein vai escrever e ser produtora executiva da adaptação. Gerstein anteriormente trabalhou nas séries do Hulu “The Handmaid’s Tale” e “Looking for Alaska.” Dee Rees está relacionado a direção e produção executiva. Schaitkin, Stephen Williams, David Levine e Zack Hayden da empresa Anonymous Content, Aubrey “Drake” Graham, Adel “Future” Nur, e Jason Shrier da Dreamcrew Entertainment, e Steve Pearlman também irão ser produtores executivos. ABC Signature é o estúdio.

Fonte

Tradução e Adaptação, Ethan Sanches – ADCBR

Em recente artigo, para o jornal britânico The Telegraph. Duncan Lay escreve sobre a atuação de Alycia nesta sétima temporada de ‘Fear The Walking Dead’. Confira a tradução:

Alycia Debnam-Carey tem matado zumbis na série cult Fear the Walking Dead por tanto tempo que ela pode fazer isso com uma mão amarrada atrás de suas costas – o que é uma sorte, já que nessa temporada ela só tem um braço.

Sua personagem, Alicia Clark, foi mordida por um zumbi e teve que cortar sua mão esquerda para sobreviver, o que criou uma enorme controvérsia com os fãs e muito drama para a atriz australiana. A série parece sugerir – e a personagem Alicia acredita – que ela está se tornando lentamente uma zumbi nos meses que se seguiram, devido febres recorrentes e sonhos assustadores.

Se isso for verdade, quebrará todas as regras do universo de The Walking Dead e ofenderá os fãs. Claro, há outras coisas que ela pode ter, desde envenenamento sanguíneo como resultado de ter usado um pedaço de metal enferrujado para cortar sua mão, até envenenamento por radiação dos zumbis infectados na quinta temporada e então mais radiação vindo nessa temporada depois do louco Teddy (John Closer) detonar um míssil nucelar no final da sexta temporada.

A única personagem do primeiro episódio ainda remanescente, se Alicia morre ou não será uma das perguntas definitivas do resto da sétima temporada. Se conseguirem realizar esse feito, então levarão a série para um novo nível. Se não, a reação dos fãs criará grandes problemas.

De qualquer forma, é um grande desafio para Debnam-Carey, natural de Sidney. “É muito engraçado, quando as coisas estão escritas (no roteiro), tipo, Alicia irá subir em uma escada com o rádio em uma mão e eu fico ‘Não posso fazer isso, não tenho braços o bastante!'” Debnam-Carey, de 29 anos, ri.

“Recentemente eu tive de recarregar uma arma e eu estava ‘Não sei como fazer isso com uma mão só” mas nós conseguimos realizar com sucesso e me fez parecer bem durona.'” Mas ela consegue fazer tudo isso sem parecer que está com febre e suores permanentes.

“Oh meu Deus, odeio isso,” ela diz. “Estava o tempo todo sendo pulverizada e ás vezes eu ficava “Sério galera, sério?’

Outra coisa chocante nessa nova temporada é o retorno da mãe de Alicia, Madison (Kim Dickens) que estava na quarta temporada. Então foi uma grande surpresa ver Madison aparentemente morta, ou ter sua volta três temporadas depois?

“Honestamente os dois! É bem dificil escolher porque Kim Darkens fez um trabalho extraordinário como Madison.. talvez ver seu retorno foi um grande choque. Pessoas suspeitaram mas genuinamente não sabiam, foi igualmente uma grande surpresa para todos nós.” Debnam-Carey diz.

Depois de algumas temporadas, onde Alicia teve pouco a fazer, a segunda metade da sétima temporada colocou-a frente e centro enquanto está determinada a derrotar Strand (Colman Domingo), seu ex-amigo que se estabeleceu como líder de um pequeno reino.

“Por um longo tempo ela tem sido categorizada como uma líder relutante e alguém que sempre teve opiniões fortes em volta dela, dizendo-a o que fazer” ela diz.

“É a primeira vez que ela está completamente caminhando com os próprios pés, escolhendo seu próprio caminho e acho que é realmente um lugar excitante de realmente depois de todas essas temporadas.”

Então, se Alicia morrer ou se a temporada terminar, como ela gostaria que ela fosse lembrada? “Gostaria que ela fosse lembrada como essa verdadeira, durona guerreira apocalíptica” ela diz.

“Temos visto ela crescer nesse apocalipse, ir de uma adolescente para uma jovem mulher e uma heroína de ação maneira que tem sido muito legal interpretar e construir e evoluir.”

Debnam-Carey também está evoluindo como atriz. Ela dirigiu pela primeira vez um episódio de Fear The Walking durante a sétima temporada, e estrela junto de Sigourney Weaver na próxima série da Amazon “The Lost Flowers of Alice Hart”, baseada no romance australiano com o mesmo nome, de Holly Ringland.

Fonte

Tradução e Adaptação, Ethan Sanches – ADCBR