[PHOTOSHOOT+ENTREVISTA] Alycia para Glam Magazine
Postagem por: Nalígia Moura

Quem lembra no ano passado, quando haviam publicado essa foto da Alycia nas redes sociais?

XCT2F3DH

Então, um ano depois, foi liberado (finalmente) o photoshoot. O photoshoot foi realizado para a revista Glamour Spain – Edição de Setembro 2016.

Confiram as fotos clicando nas miniaturas abaixo:

CqPfBlZVYAIXFGU.jpg
CqPfCFFVMAAnt_N.jpg
CqPfCprVIAEtsmO.jpg

 

Alycia
Um anjo entre zumbis
Seguindo os passos das atrizes australianas de sucesso em Hollywood, seu papel em Fear The Walking Dead a deu sucesso internacional… E seu reinado apenas começou.

Sua beleza é surpreendente, e muito; Alycia Debnam-Carey é uma daquelas mulheres que quando você a vê pessoalmente, ela te deixa abismado. Talvez porque suas personagens, normalmente dramáticas, esconderam essa vitalidade que ela exala por cada um de seus poros, essa felicidade que parece ser natural dela e brilha em flashes toda vez que ela ri. E, felizmente, ela ri regularmente, porque se sua aparência física é espetacular, seu senso de humor e inteligência estão no mesmo patamar. Ela tem 23 anos de idade e há menos de quatro anos ela saiu de sua cidade natal, Sydney, tentando fazer um lar da caótica cidade de Los Angeles. O motivo, duas séries ― não apenas uma ― para consagrá-la: The 100 e Fear The Walking Dead. Na verdade, a estreia da segunda parte da segunda temporada ― sim, a série moderna parece os hierglifos dos Marx Brothers ― é a razão pela qual ela veio ao Hotel Palace, em Madrid, onde ela nos recebe em um dos quartos aristocráticos. Do lado de fora, na rua, fãs estão parados em frente ao prédio emblemático esperando por um autógrafo, selfie ou fotos de paparazzi da atriz. Engraçada e sarcástica, ela imediatamente entra na conversa com a familiaridade de uma amiga que você não vê há um tempo e fala das novidades…


GLAMOUR: Nessa nova estreia, sua personagem Alicia Clark parece mais madura, ela se desenvolveu e cresceu enquanto mulher.
ALYCIA: Ela passou por uma grande evolução no decorrer da série. Ela começa como uma adolescente que é protegida por sua família e que vive algumas experiências: não tem um pai, seu irmão está metido em problemas com drogas e sua mãe está sempre tentando ajudá-lo e fazê-lo seguir em frente. Ela tem suas próprias aspirações e sonhos enquanto adolescente. Na segunda temporada, vemos como ela está se conectando com a realidade e a situação presente que ela está vivendo. Finalmente, conseguimos vê-la sendo mais independente, encontrando sua força própria e se tornando uma parceira igual para o resto do grupo. Agora ela é uma mulher forte, é incrível vê-la sendo sábia e mudando sua mentalidade, mais prática e, na verdade, mais realista.
GLAMOUR: Eu li que interpretar um personagem mais normal é mais complicado que interpretar outro tipo de personagem mais extremo.
ALYCIA: Acho que é mais difícil porque você está mais conectado a eles. Às vezes, é fácil quando você consegue usar certo sotaque ou tem que tomar decisões que nunca teria que tomar em sua vida pessoal quando está em situações drásticas ou extremas. Existem personagens assim na série, por exemplo, Chris. Mas para Alicia tudo é mais devagar, é o desenvolvimento de uma adolescente e é complicado porque você não sabe sempre o que você terá que escolher. É mais como uma evolução pessoal, mais intensa e real.
GLAMOUR: Julgando pelos dois primeiros episódios que pude assistir, parece que Alicia sofrerá bastante.
ALYCIA: Sim, ela sofrerá muito e vai ficar sozinha em muitos momentos. Ela vai se desenvolver em uma personagem com mais ação, terá que tomar decisões para seu próprio bem. Ela vai se expor a circunstâncias complicadas, situações mais físicas, então ela irá crescer por causa dela mesma nessas situações. Na verdade, ela já sofreu bastante: ela perdeu seu pai, seu namorado, seu irmão, Travis foi embora… Parece que seu sofrimento não tem fim (risadas), ele só continua, tão grande quanto o terrível mundo no qual ela está (risadas). Mas agora iremos vê-la parar de sofrer pelo passado.
GLAMOUR: Você mora em Los Angeles há quatro anos, e disse que levou três anos para se sentir confortável vivendo lá.
ALYCIA: Sim, sei que parece tempo demais, mas a verdade é que eu conheço muita gente em LA que passou por isso também. Acho que é um dos lugares que você precisa encontrar seu próprio grupo de amigos para poder aproveitar, e claro, é preciso tempo para você conhecer pessoas em que pode confiar. Não acho que isso acontece em outros lugares como Madrid, onde você sai e todo mundo está na rua, comendo, bebendo café… A vida noturna é incrível, a vida está na frente dos seus olhos, aqui tem esse tipo de energia. Em Los Angeles, você tem que criar sua própria atmosfera, seus próprios momentos em várias maneiras. E isso é um pouco complicado.
GLAMOUR: Do que você sente falta do seu país, a Austrália?
ALYCIA: Sinto falta do mar. Sei que Los Angeles tem praias, mas não é a mesma coisa (risadas). Comida natural e, claro, minha família e meus amigos. Mas, para ser honesta, Los Angeles se tornou meu lar e agora eu amo lá.
GLAMOUR: Você começou a atuar com oito anos de idade… Quando você olha para trás, o que você sente?
ALYCIA: Um sentimento bom! (Risadas) Eu comecei a atuar com oito anos porque é o que eu gostava de fazer, o que eu queria e significava muito para mim. Não existe mais nada que me deixa satisfeita. Cada passo é parte de uma trajetória. Tudo é parte da minha experiência e quando eu tiver feito mais disso, terei aproveitado mais ainda e conhecido mais gente interessante.
GLAMOUR: Sua mãe é roteirista, ela te deu algum conselho?
ALYCIA: Claro. Ela tem sido o apoio mais importante na minha carreira porque ela entende essa indústria, essa profissão, mas ela sempre permitiu que eu fizesse essas coisas sozinha.
GLAMOUR: Você ainda vai lançar um filme de comédia, Liked, e um de terror, Friend Request, qual gênero você prefere?
ALYCIA: Eu sempre fiz mais séries de ação, drama ou terror. Quando tive a oportunidade de fazer comédia é sempre muito, muito engraçado (risadas). Eu percebi que quando atuo eu me divirto muito (risadas). Não é mais fácil, é apenas diferente.
GLAMOUR: Com uma agenda apertada, qual é sua rotina de beleza?
ALYCIA: Minha rotina de beleza? Ninguém nunca me perguntou isso (risadas).
GLAMOUR: Bom, essa é a GLAMOUR, não a Forbes Magazine…
ALYCIA: (Risadas) Com certeza. A vantagem é que você está cercado de profissionais que te dão bons conselhos, e eles fazem sua maquiagem todos os dias, então é assim: Eu acordo e nunca na minha vida tive que fazer minha própria maquiagem em casa (risadas). É difícil. Eu faço tudo que pessoas normais fazem. As coisas óbvias: beber muita água, tentar dormir as oito horas necessárias, limpar bem meu rosto… Verdade seja dita, sou muito preguiçosa para essas coisas. Agora sendo séria, é verdade que eu tenho muito cuidado com a minha pele, não uso muitos produtos, mas, sim, eu me hidrato muito bem.
GLAMOUR: E sobre moda.
ALYCIA: Gosto de criar meu próprio estilo, gosto de me sentir confiante com o que uso e, também, com um toque feminino. Meu sonho é ter um estilo bem francês chique… Mas não sei se conseguirei (risadas).


Tradução e Adaptação ADCBR.