Alycia diz: “ninguém está a salvo” em FTWD
Postagem por: Nalígia Moura

“A atriz Debnam-Carey de Fear The Walking Dead insisti que “ninguém está a salvo” na segunda temporada”

Tendo por pouco sobrevivido a primeira temporada de “Fear The Walking Dead”, Alycia Debnam-Carey é rápida em apontar que sua personagem, Alicia Clark, ainda poderia morrer a qualquer momento.

“Ninguém está realmente seguro”, Debnam-Carey diz ao CBR News. Isto, apesar do aparente refúgio que sua personagem e o resto dos sobreviventes pareciam ter encontrado nos momentos finais da primeira temporada da série de spin-off de The Walking Dead.

Agora, com a família de Alicia, amigos e novos conhecidos no mar, eles estão a cerca de mostrar aos espectadores que, quando os mortos levantam de seus túmulos, não há tal coisa como um porto seguro. “O mundo que esses personagens são lançados é imprevisível e inesperado, então qualquer coisa pode acontecer”, a atriz destaca a realidade ainda em evolução de sua personagem. “Eu estou esperando que eles não me matem muito em breve! “

 

CBR News: Alicia sofreu muitas perdas na 1ª temporada, incluindo seu namorado, Matt. Como Alicia está lidando com tudo caindo aos pedaços ao seu redor?

 

Alycia Debnam-Carey: Eu diria, não bem. Estou feliz que você percebeu que, na verdade, ela sofreu uma grande perda de muitas maneiras diferentes. Ela viu o suicídio de seu vizinho / um amigo muito próximo de sua família, teve de deixar o namorado dela com a hipótese de o pior, e seu pai não está na sua vida. Ela teve um monte de perda em um período muito curto de tempo. Para alguém que sempre tentou ser a criança perfeita e para realmente se adaptar a ser a mais adequada para o mundo que ela conhece – e esforçando-se para o sucesso e para sair de L.A. e ser sua própria pessoa – esta é realmente uma mudança inesperada dos acontecimentos.

Um dos temas que começam a perceber no primeiro episódio é ela clamando por uma conexão e algum tipo de normalidade. Ela não está realmente encontrando neste barco. E também tem sido lento para ela descobrir todas as informações. Ela não foi a terra para alguns ataques. Alicia foi mantida no escuro por algumas das informações, de modo que ela está tentando se agarrar a palhas. Alguém como Nick, ele está lidando com isso muito melhor do que ela.

 

Você sente que a perda dela e tristeza fazem de Alicia mais simpática para os outros que precisam de ajuda?

Sim, isso é uma resposta natural do ser humano. Ela é uma pessoa simpática e empática. Ela deseja se conectar. Ela não reconhece totalmente que este pode ser o mundo como nós o conhecemos. Para ela, isso ainda pode ser uma coisa temporária. Para eles, ver San Diego é o objetivo principal e ainda há esperança de que isso passará. Ou talvez não.

 

Há uma gama de faixas etárias neste barco. Como ser mais jovem que Madison [Kim Dickens], Travis [Cliff Curtis] e Strand [Colman Domingo], dá a Alicia uma perspectiva diferente sobre os acontecimentos e o que precisa ser feito?

Um tema interessante para Alicia é a sua transição de uma adolescente para uma mulher jovem. Isso vai ser um ponto interessante que nós começamos a explorar. Há, obviamente, um entendimento de que estes são os adultos, “Eles sabem o que é melhor. Vamos segui-los”. Começa a ficar claro que eles ainda não sabem realmente o que estão fazendo. Todo mundo tem esse momento em sua vida onde eles percebem que um pai é apenas outro ser humano. De repente, seu pai adulto tem tão pouca ideia do que está acontecendo quanto você. Eles só têm muito mais experiência.

O barco – o espaço limitado e a natureza do barco – começa a mostrar as verdadeiras cores de todos. Inicialmente, ela está à procura de apoio entre Travis, Madison e Strand, mas começa a tornar-se confuso quanto ao que realmente está se adaptando ao apocalipse, e o que isso significa, o que você tem que mudar ou o que é importante salvar. E, mesmo que seja uma bússola moral ou o que é ser pragmático e racional. É uma dinâmica difícil.

 

A primeira temporada concluiu com a ideia de que a Abigail forneceria um refúgio seguro temporário para todos. Como isso está funcionando para eles?

Eu fiquei surpresa ao ver quanto perigo e ameaça havia no mar – é tanto quanto havia em terra. Eu acho que eles são surpreendidos por isso, também. O barco deu-lhes um santuário – eles têm água e comida. Tem potencial, mas a ameaça ainda é muito real. Eles começam a descobrir isso conforme os episódios continuam.

 

Estar em água aberta, devemos renomear a segunda temporada para “tema os mortos nadadores”? Que tipo de ameaças eles enfrentam longe da terra?

Meu Deus. Você está tão certo. Eu não tinha ideia sobre o título. Sim, “Tema os mortos caminhadores”. A coisa sobre estar no oceano é que ainda há ameaças de outros barcos ao seu redor. Há pessoas que querem cobiçar equipamentos ou bens ou prestações. Isso ainda é uma preocupação real. Além disso, eles têm que voltar à terra para obter mais suprimentos ou navegar para onde estão indo. Nós somos capazes de criar uma ponte entre esses dois mundos, o que é divertido.

 

O final da primeira temporada destacou bandos de zumbis. Você filmou algo ultimamente que tenha sido aquele intenso?

Alicia não tem realmente lidado com um monte dessas coisas ainda. Sua primeira experiência com um bando de zumbis vem na segunda temporada, e essa é a primeira vez que ela tem que lutar contra isso. Foi uma sequência muito intensa para fazer. Há um monte de gente e eles parecem intimidadores. Você pode ficar imerso nele muito rapidamente. É muito divertido. Você se sente como se estivesse em uma noite de horror de Halloween.

 

Como foi ficar próximo e pessoal com esses atores de zumbis?

Eles realmente vão. Eles não se retêm. Eu sou uma pessoa que pode ficar um pouco nervosa, também, então quando eles começam a ficar mais perto, minha adrenalina começa a subir. Houve um episódio na temporada passada, onde Alicia está correndo através de um jardim. Há este zumbi seguindo-a. A mulher era tão doce, mas ela era tão pequena. Eu totalmente não esperava que ela tivesse tanta força física. Aquele foi um momento surpreendente.

 

Os espectadores devem se preocupar com Alicia? Ninguém está realmente seguro?

Ninguém está realmente seguro nesse show. Essa é a virtude deste mundo, é que não há nenhuma rima ou razão para quem morre e quem fica. O mundo que esses personagens são lançados é imprevisível e inesperado, então qualquer coisa pode acontecer. Eu espero que eles não me matem muito cedo, porque eu gosto deste trabalho.

 

A segunda temporada de Fear The Walking Dead vai ao ar dia 10 de abril na AMC.    

Tradução e adaptação por Alycia Debnam-Carey Brasil. Fonte